01/11/2017

Entidades denunciam “cura gay” em audiência pública

Em audiência realizada terça-feira na Assembleia, várias entidades de defesa dos direitos LGBTI protestaram contra o que consideram “patologização” da homossexualidade, ou seja, a tentativa de se prescrever tratamentos que supostamente trariam a reversão sexual.

A audiência foi promovida pelo líder do PT, Professor Lemos, a partir de uma solicitação do Grupo Dignidade. Toni Reis, diretor da entidade, explica: “Entendemos que se trata de um movimento retrógrado, violador dos direitos humanos, que contraria mais de quatro décadas de decisões de órgãos cientificamente qualificados que consideram que a homossexualidade não é doença e, logo, não é passível de processos de ‘reorientação sexual’”.