31/10/2017

Servidores debatem orçamento que retira seus direitos

Representantes das diversas categorias de servidores estaduais participaram nesta terça-feira de audiência pública para debater a proposta de orçamento estadual para 2018. O foco foi a diminuição dos investimentos nos serviços sociais e a retirada de direitos dos servidores.

A audiência foi convocada por 15 deputados- todos os da oposição, mas também o vice-líder do governo, Hussein Bakri, que é presidente da Comissão de Educação da Assembleia.

O líder do PT, Professor Lemos, coordenou os trabalhos. Ele afirmou que a proposta de orçamento fere a Constituição Estadual que, em seu artigo 181, proíbe a redução de investimentos no exercício seguinte, determinando que o valor deve ser pelo menos o mesmo, acrescido do IPCA anual.



Lemos também desmentiu as seguidas afirmações do secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, de que o estado arrecadará menos ICMS em 2018. Disse que a arrecadação aumenta no mínimo 6%: “É mentira essa história de aperto do caixa”.

A coordenadora do Fórum das Entidades Sindicais, Marlei Fernandes, referiu-se a outra fala de Mauro Ricardo: “É inaceitável o secretário vir a público dizer que os servidores já ganharam tudo que deviam”.



Os cortes nos investimentos na proposta de orçamento afetam diretamente os serviços públicos e os servidores. Na segunda-feira à noite, uma audiência debateu a alimentação escolar, que tem sofrido cortes seguidos desde 2014.
 

Autor: Roberto Elias Salomão - Liderança do PT | Fotos: Pedro Oliveira/Alep


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396