20/09/2017

Oposição considera insuficientes explicações de líder do governo sobre denúncias da Quadro Negro

Em discurso hoje (20) na Assembleia Legislativa, o deputado Tadeu Veneri (PT) disse que são insuficientes as explicações da liderança do governo para negar o envolvimento do governador Beto Richa (PSDB) no escândalo de corrupção apurado pela Operação Quadro Negro, que aponta desvios de recursos destinados à educação para campanhas eleitorais da cúpula do PSDB do Paraná.

“As explicações do líder do governo são insuficientes. Existe muito mais do que foi dito. Não se pode terceirizar a culpa. O governador não pode dizer que não sabia dos desvios na Secretaria da Educação, pois ele recriou a Fundepar em dezembro de 2014 e nomeou Maurício Fanini para o comando da entidade em janeiro de 2015”, lembrou Veneri. O deputado também destacou a relação de amizade entre Fanini e o governador que, aparecem juntos em fotos de viagens ao exterior. “Não se pode dizer que fossem apenas amigos distantes”, comentou.

Antes do discurso de Veneri, o líder do governo usou a tribuna para defender o governador. Romanelli reconheceu que houve desvio de recursos públicos no governo tucano, mas qualificou o caso como um "conluio" de servidores da Secretaria de Educação com a Valor Construtora, isentando Beto Richa. De acordo com o Ministério Público, o esquema causou prejuízo de R$ 20 milhões aos cofres públicos do Paraná. Em delação premiada ao MPF, Eduardo Lopes de Souza, dono da Valor Construtora, recursos desviados abasteceram a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB) em 2014.

Autor: Assessoria deputado Tadeu Veneri


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396