05/11/2019

Lemos repudia pacote de medidas econômicas anunciado por Bolsonaro

Professor Lemos, líder do PT na Alep: "Essas cinco propostas vão reformular o Estado brasileiro e isso tem nome: Estado mínimo". Foto: Divulgação Alep



O deputado Professor Lemos, líder do PT na Assembleia Legislativa, criticou o pacote de medidas econômicas anunciado pelo governo Bolsonaro nesta terça-feira. Segundo o parlamentar, o objetivo é reformular o Estado reduzindo direitos dos trabalhadores.

“O governo propõe o pacote logo após a aprovação da Reforma da Previdência, que já atacou direitos importantes dos trabalhadores. Essas cinco propostas vão reformular o Estado brasileiro e isso tem nome: Estado mínimo. O Estado não pode tirar dos mais pobres, precisa sim investir mais em saúde e educação, ampliar a previdência, e não reduzir", destacou.

O pacote protocolado por Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, altera o percentual de gastos constitucionais com saúde e educação, reduz salários de novos servidores, muda regras de ascensão funcional e reduz jornadas e vencimentos dos trabalhadores de governos e prefeituras que estiverem com restrições orçamentárias.

“O governo tenta passar a ideia de que essas medidas são importantes para o país, mas na verdade é mais um ataque contra o povo brasileiro”, disse Lemos.

O deputado ainda criticou o projeto de lei assinado pelo presidente, que viabiliza a privatização da Eletrobrás.

“Ao mesmo tempo em que o governo quer vender o que é público, ele ataca os servidores e reduz o poder de compra dos trabalhadores, tanto do setor público como da iniciativa privada. É contraditório. Essas propostas são orientadas pela teoria econômica liberal. Isso não deu certo em nenhum lugar do mundo”.

O pacote de medidas econômicas proposto pelo Executivo Federal segue para tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado.

 

Autor: Da Assessoria de Comunicação


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396