15/06/2019

Adolescentes e Crianças precisam de uma política de Estado, defende Veneri

A maioria dos governadores, prefeitos, deputados federais e estaduais não demonstra preocupação com a inserção e reforço dos recursos nos orçamentos públicos para os programas de amparo à infância e adolescência porque é uma faixa da população que não vota. Por isso, nossas crianças continuam sendo ignoradas na divisão das verbas públicas, afirmou o deputado estadual Tadeu Veneri durante a abertura da 6ª edição do Seminário sobre o Estatuto da Criança e Adolescente, realizada nesta sexta-feira, em União da Vitória.

“Da mesma forma que os nossos idosos, que têm mais de 70 anos, as nossas crianças também não são prioridade no orçamento, Por que isso acontece? Porque não votam. A sociedade precisa cobrar mais os governantes e autoridades”, disse o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, Veneri.

Ele expressou admiração e respeito pelos profissionais da área, assistentes sociais, educadores, psicólogos, conselheiros tutelares, que driblam a falta de recursos e o desinteresse dos governantes para realizar um trabalho fundamental para a sociedade, que é assistir crianças e jovens. “Para que meninos e meninas tenham acesso à saúde, à educação, e ao futuro, é necessário que o poder público reconheça sua existência”, disse Veneri.

Criador da série de Seminários sobre o Eca, que foi envolvendo mais apoiadores a cada edição, Veneri destacou a necessidade de continuar juntando as entidades para debater e pensar alternativas de políticas públicas para assegurar os direitos de crianças e jovens. “Temos que interromper esse ciclo das políticas de quebra-galho e garantir fatias consideráveis dos recursos públicos para esse segmento. Nós temos que ter uma política de Estado para as crianças”, afirmou.

Autor: Assessoria deputado Tadeu Veneri


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396