19/03/2019

Reforma da Previdência ataca diretamente mais pobres, destaca Lemos

Em discurso hoje (19) na Assembleia Legislativa, o deputado Professor Lemos, líder do PT, disse que a proposta da Reforma da Previdência ataca diretamente os mais pobres. O parlamentar afirmou ainda que o governo Bolsonaro mente ao dizer que a Reforma da Previdência foi elaborada para acabar com privilégios.

“A Reforma da Previdência ataca diretamente os mais pobres. O governo acaba com o Benefício de Prestação Continuada, no valor de um salário mínimo, e institui o pagamento de R$ 400 para pessoas em situação de miserabilidade. Vão combater o privilégio de quem está abaixo da linha da pobreza? Vão combater o privilégio do agricultor familiar por ter uma aposentadoria de um salário mínimo?”, questionou.

De acordo com o deputado, a proposta afeta todos os trabalhadores, mas prejudica especialmente as mulheres. “As mulheres agricultoras, as mulheres professoras, serão as mais prejudicadas. Para uma professora de educação básica, a idade mínima para aposentadoria vai aumentar em 10 anos e o tempo de contribuição em 15 anos. Que mentira é esta que inventaram que estão cortando privilégios?”.

Lemos destacou ainda que a PEC 6/2019 não trata apenas da previdência, mas também da seguridade social, que é formada pela saúde, previdência e assistência social. “A proposta reduz o PIS/PASEP apenas para quem ganha até um salário mínimo, retirando uma massa de trabalhadores deste benefício. Também Reduz recursos do FGTS”, criticou.

Autor: Da Assessoria de Comunicação


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396