08/05/2018

Audiência pública debate situação do ParanaPrevidência

A solvência da Paranaprevidência, oficializada no governo Beto Richa (PSDB), foi tema da audiência pública, realizada na manhã desta segunda-feira (07). Em fevereiro de 2015, a base aliada do então governador aprovou que o Estado pudesse utilizar o dinheiro do fundo previdenciário dos(as) servidores(as). A partir de então, o governo passou a usar a contribuição de quem está na ativa para pagar outras contas. Além disso, o Paraná deixou de pagar a contribuição patronal ao Fundo – um montante de quase R$ 300 milhões.

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT) expressou publicamente sua preocupação com o desmonte da Paranaprevidência. “Sofremos uma retirada predatória no fundo. Precisamos fazer uma análise técnica e honesta porque estamos diante de uma situação gravíssima.  Um Estado que não consegue cumprir hoje as obrigações que tem com os seus servidores, como pretende cumprir daqui a 20 anos?”, questionou o deputado.

“O dia 29 de abril de 2015 ficou marcado por um Massacre e pela aprovação de um projeto ilegal. Recentemente acompanhamos a aprovação da prestação de contas desse último ano e fomos contrários. Está errado! É ilegal, mas também estamos a mercê de um governo autoritário e de um judiciário que tem fechado os olhos para os direitos dos trabalhadores. Nós, servidores, estamos bancando um Estado que olha apenas para o interesse das elites”, afirmou o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Leão.

Representando educadores e educadoras aposentados do Paraná, a professora Vilma Terezinha, que acompanha a prestação de contas do governo sobre a gestão do fundo, afirmou que várias irregularidades já foram apontadas na Paranaprevidência, “desde a nomeação de cargos até a falta de repasse da contribuição patronal. O governo desavergonhadamente nos sangrou publicamente e com os deputados do Camburão continua nos assaltando mês a mês”.

Ao final, os deputados presentes sem comprometeram em à Assembleia Legislativa as denúncias sobre a má administração do governo Richa, bem como a cobrança para se reverter a atual forma de gestão previdenciária do Paraná.

Participaram da audiência pública, os deputados Nereu Moura, Tadeu Veneri, Requião Filho, o representante da OAB/PR, Ludimar Rafanhim e representantes dos(as) servidores(as).


 

Autor: Assessoria de Comunicação Liderança do PT com informações da APP-Sindicato


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396