13/03/2018

Veneri anuncia posição contra mais uma gratificação para juízes

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT) antecipou posição contrária à proposta de pagamento de gratificação sobre os salários dos juízes que acumulam outras funções além da tarefa de julgamento. A verba extraordinária foi aprovada pelo Órgão Especial do Judiciário, formado por vinte e cinco desembargadores, e terá que ser votada pela Assembleia Legislativa a partir de anteprojeto a ser encaminhado pelo Tribunal de Justiça.


Em pronunciamento feito nesta terça-feira, 13, Veneri disse que, assim como propôs o fim dos jetons para deputados para participações em sessões extraordinárias, e outros benefícios, como o 14º salário, todos extintos, discorda de artifícios para aumento indireto de salários para os magistrados. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça, a média salarial dos juízes no Paraná é de R$ 44, 5 mil.

“Pela pressão da sociedade, na reforma do regimento interno, estes adicionais foram retirados. É preciso acompanhar o sentimento da sociedade e por isso já me posiciono contra esses adicionais aos juízes. É uma questão de coerência”, afirmou.

A proposta do TJ prevê o pagamento da compensação por acúmulo de “jurisdição, funções administrativas ou acervo processual” que pode chegar ao valor de até um terço do salário. Para o deputado Tadeu Veneri, é preciso que todos os Poderes tenham controle sobre suas despesas para que todos os servidores públicos possam ser remunerados. “ Os deputados devem ter responsabilidade antes de votar porque os professores da rede pública estão há dois anos sem reposição da inflação e essa nova despesa não está prevista no orçamento”, disse Veneri.

Autor: Assessoria deputado Tadeu Veneri


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396