20/02/2018

Lemos condena obscurantismo do projeto “Escola sem Partido”

O líder do PT, Professor Lemos, pediu que o projeto “Escola sem Partido”, de autoria do deputado Missionário Arruda, seja retirado de pauta. O projeto foi debatido nesta terça-feira na Comissão de Constituição e Justiça, mas houve pedidos de vista e a discussão foi adiada.

Lemos disse que o projeto fere a Constituição Federal em seu artigo 206, “que garante ao aluno a liberdade de aprender e ao professor a liberdade de ensinar”.

O líder petista elencou as diversas manifestações contra o projeto, como a OAB, a Defensoria Pública do Paraná, o MEC, o procurador-geral da República e a Secretaria de Educação do Paraná: “Nenhum desses órgãos e instituições são do PT ou de esquerda”. 

Respondendo diretamente ao Missionário, Lemos falou de sua experiência: “Eu sou professor há mais de 30 anos, já fui diretor de escola, presidente da APP-Sindicato. Conheço todos os municípios do Paraná, conheço cada escola do nosso estado. Em nenhuma delas há professores obrigando o aluno a usar vestido ou por batom. Isso é uma mentira”.

“Imaginem um projeto defendendo ‘igreja sem partido’ e proibindo pastores e padres de serem deputados ou vereadores”, questionou Lemos, expondo o absurdo do projeto.

O deputado concluiu dizendo que está na hora de se preocupar com outras questões: “O que as escolas precisam é de mais verbas, de mais vagas, de salários melhores para os professores, de hora-atividade, de concurso público”.
 

Autor: Roberto Elias Salomão - Liderança do PT


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396