18/12/2017

Professores ocupam Palácio e governo sinaliza recuo

Quase cem trabalhadores da educação, na maioria professores contratados pelo Processo de Seleção Simplificado-PSS, ocuparam por algumas horas nesta segunda-feira o Palácio Iguaçu, em protesto contra o edital que reduz em 13% o salário desses professores com regime temporário. O resultado foi a promessa do governo de reexaminar o assunto.

O edital revoltou os professores e constrangeu deputados governistas, como o líder do governo, Luiz Cláudio Romanelli, e o presidente da Comissão de Educação, Hussein Bakri, que já haviam se pronunciado publicamente contra a possibilidade de redução dos salários, que atribuíram a um mero estudo da Secretaria da Fazenda, sem a concordância do governador Beto Richa.

Não houve invasão do Palácio. Os professores, juntamente com a direção da APP-Sindicato e alguns deputados, particularmente o líder do PT, Professor Lemos, tentaram entrar no saguão do Palácio, cujos portões estavam abertos. Só aí é que alguns funcionários tentaram fechar os portões.

Depois de algum tempo, houve uma reunião com o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, da qual participaram Romanelli, Lemos, Bakri, o procurador do Ministério Público do Paraná Olympio Souto Maior e dirigentes da APP. O resultado foi o anúncio de nova reunião nesta terça-feira, com a presença de vários secretários do governo. A expectativa dos professores é que o edital seja retirado e substituído por outro, sem corte de salários. O líder Romanelli  disse acreditar que a questão será “resolvida”.

Na sessão da Assembleia, Bakri voltou a falar contra a redução dos salários. Lemos, por sua vez, desmentiu mais uma vez as afirmações do secretário a Fazenda, Mauro Ricardo, de que o Paraná terá redução na arrecadação em 2018. Péricles de Mello (PT) condenou o que chamou de “política de terror” do governo contra os servidores.
 

Autor: Roberto Elias Salomão - Liderança do PT


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396